Para quem está pensando em abrir o seu próprio negócio, montar uma lanchonete pode ser uma grande ideia. Mesmo com a crise, o setor de alimentação movimenta bilhões anualmente. Planejamento, organização e um serviço de qualidade, são os primeiros passos para tornar o seu estabelecimento um grande sucesso ou, caso contrário, mais uma vítima da crise.

De acordo com o IBGE os brasileiros gastam mais de 20% da sua renda com alimentos, o que faz dessa uma oportunidade real de negócio lucrativo. É claro que, para que o seu investimento dê retorno, é necessário se atentar a algumas questões antes mesmo de montar uma lanchonete.

Está pensando em realizar seu sonho do negócio próprio e montar uma lanchonete de sucesso? Então, confira nossas dicas a seguir!

Dicas essenciais para montar uma lanchonete

1. Tenha um plano de negócios

Essa dica não é apenas para quem quer montar uma lanchonete, mas, sim, para quem deseja abrir qualquer negócio.

Qual é o valor do seu investimento e qual é o capital de giro disponível? Quem é o seu público-alvo? Quais são os seus concorrentes? Quais produtos você irá oferecer? Coloque todas as questões na ponta do lápis e desenhe o seu negócio, desde a estrutura e o plano financeiro até a experiência que pretende oferecer ao cliente.

Em linhas gerais, o seu plano de negócios deve conter informações que envolvem:

  • Estudo do mercado.

  • Investimento inicial.

  • Custos fixos.

  • Custos de equipamentos.

  • Diferenciais do seu negócio.

  • Marketing e divulgação.

  • Expectativa de lucros.

  • Análise de concorrência.

  • Fornecedores.

2. Escolha um bom ponto comercial para montar uma lanchonete

Para que sua lanchonete seja um sucesso, ela deve estar bem localizada. Procure um local com bastante trânsito de pedestres, em bairros nos quais as pessoas realmente procurem por esse tipo de estabelecimento. Abrir a sua lanchonete próxima a centros comerciais, faculdades, escritórios e escolas é uma boa dica.

Para facilitar esse processo, crie uma tabela com os pontos fortes e fracos dos locais que está avaliando para, então, tomar sua decisão.

3. Forme uma equipe competente e confiável

Se você vai deixar o seu negócio nas mãos de alguém ou vai contar com ajuda de outra pessoa, é preciso que ela seja de confiança e, claro, trabalhe corretamente e atenda bem seus clientes.

Caso a sua equipe seja reduzida, lembre-se de que você vai precisar de ao menos de  um atendente, um cozinheiro e um caixa.

4. Faça parceria com bons fornecedores

Por incrível que pareça, o sucesso do seu negócio não depende apenas de você. Afinal, os fornecedores também são responsáveis pela qualidade dos produtos que você irá oferecer.

Por isso, nessa hora, é preciso escolher o melhor custo-benefício. Lembre-se de que o barato pode sair caro e o que é muito caro pode dar prejuízo. Além das comidas e bebidas, você deve se preocupar com o fornecimento de outros itens como guardanapos, descartáveis, produtos de higiene, etc.

5. Atente-se às exigências e aos requisitos legais

A parte burocrática jamais poderá ser esquecida, já que o não cumprimento das leis pode gerar multas e até mesmo o fechamento do estabelecimento. O SEBRAE dá todas as dicas de como montar uma lanchonete, mas, entre as legalidades, podemos destacar:

  • Registro da empresa na Junta Comercial do estado de instalação da unidade.

  • Registro do CNPJ.

  • Inscrição do cadastro de contribuintes do ICMS da Secretaria do Estado da Fazenda.

  • Alvará de licença para manipulação e produção de alimentos junto à Vigilância Sanitária.

6. Crie um cardápio diversificado

Ainda mais importante do que ter variedades é oferecer os produtos certos para agradar ao seu público-alvo. Lembre-se de que tudo o que você for oferecer precisa ser de qualidade, saboroso, bem apresentado e, claro, com preço justo.

Comidas, salgados, lanches, doces, café, bebidas, etc. – faça uma lista com todos os itens que deseja vender em sua lanchonete.

7. Adquira uma máquina de salgados e outros equipamentos

Depois que você definir quais produtos serão comercializados é hora de investir nos equipamentos para prepará-los e armazená-los corretamente. Geladeira, freezer, fogão, chapa a gás, microondas, máquina de salgados e outros itens serão necessários para produção e armazenamento adequado de seus produtos.

Como um dos itens mais procurados nas lanchonetes são os salgados, vale a pena investir em uma máquina de salgados para facilitar e automatizar esse processo sem perder a qualidade e, principalmente, garantindo a higiene e a disponibilidade de produtos de qualidade na sua lanchonete. Uma única máquina é capaz de produzir diferentes produtos como coxinhas, bolinha de queijo, quibe, pão de queijo, salgados veganos e vegetarianos, entre outros.

Além dessas dicas iniciais, vale a pena ficar de olho em nosso blog para acompanhar outros conteúdos que vão ajudá-lo a abrir e a manter o seu próprio negócio funcionando e com sucesso. Até a próxima!