A tendência da vez é empreender e abrir seu próprio negócio. Você provavelmente já viu em sites e programas de TV histórias de pessoas que deixaram o emprego  ou foram demitidas por conta da crise. E, assim,  abriram um negócio próprio e obtiveram sucesso. Não é mesmo?

E, ao contrário do que muitos pensam, empreender não é tão difícil. É claro que a pessoa terá que enfrentar certas dificuldades. Mas com o planejamento certo e a dedicação adequada, qualquer empreitada pode ser um sucesso.

E se você ainda está com dúvida se deve empreendedor ou não, leia este post até o final. A seguir, daremos sete boas razões para você abrir um negócio e começar a trabalhar por conta própria agora mesmo!

1. Você se tornará independente

Independência profissional é algo que a maioria das pessoas quer. E um negócio próprio proporciona isso.

Muitos profissionais não gostam de ter um chefe sempre no seu ‘pé’. Com um negócio próprio, o empreendedor se livra desse problema e pode definir seu futuro.

Resumindo, a pessoa se livra de processos e atividades que ela não tem prazer em fazer e também de profissionais com quem não gosta de trabalhar.

2. Terá mais flexibilidade para trabalhar

Com um negócio próprio, a pessoa ganha muito mais flexibilidade para trabalhar. Dependendo do tipo de empresa, ela pode realizar as atividades no local e na hora que desejar.

Dessa forma, o profissional não precisa mais cumprir horários e trabalhar sempre num local X. Se ele quiser, pode trabalhar de madrugada e em sua própria residência, de forma confortável.

3. Poderá tomar suas próprias decisões

Num emprego, muitas vezes, o profissional não tem a liberdade de tomar suas próprias decisões, nem de opinar e dar ideias. Ele deve apenas seguir ordens. E se não as cumprir, correrá o risco de não agradar a chefia.

Muitas organizações ainda trabalham com base nesse modelo autoritário e não sabem que isso é extremamente prejudicial à elas.

Ao abrir um negócio próprio, a pessoa fica livre para tomar suas próprias decisões e fazer o que achar melhor. Se ela tem uma ideia, pode colocá-la em prática, imediatamente, sem que alguém a ‘oprima’.

4. Suas finanças serão complementadas ou impulsionadas

Dependendo do tipo de negócio e também da forma como o empreendedor o conduz, ele pode gerar uma renda extra ou melhorar drasticamente as suas finanças.

Quanto mais a pessoa se planejar e se dedicar, mais a empresa gerará lucros. É preciso sempre lembrar que uma grande empresa começou pequena. Nada impede de um pequeno negócio se tornar, em longo prazo, milionário ou bilionário. 

E quanto mais se investe num negócio, mais o seu crescimento é estimulado.

5. Poderá escolher sua própria equipe

Muitos profissionais não gostam de trabalhar com certas pessoas pelo simples fato delas não terem uma boa postura profissional.

Ao montar um próprio negócio, a pessoa pode contratar colaboradores que pensem como ela e contribuam para a sua evolução pessoal e profissional.

6. Você aprenderá bastante

Abrir um negócio requer muito conhecimento. É preciso estudar bastante assuntos, como: marketing, vendas, gestão, etc. E ficar sempre atento às tendências do mercado.

Esse aprendizado constante contribui não só para a evolução profissional como também pessoal.

7. Você deixará sua marca pessoal no mundo

Além de se beneficiar, o empreendedor ajuda a sociedade. Ele gera empregos, contribui para a melhoria da economia nacional e internacional e paga impostos, que ajudam a manter escolas e hospitais públicos, por exemplo.

E o empreendedor pode ir muito além, com projetos que beneficiem a natureza e a sociedade.

Com isso, ele acaba não só criando uma empresa que é admirada no mercado, como também deixando sua marca pessoal no mundo.

E então, ficou convencido? Se quiser nos contar seus receios com essa empreitada ou suas experiências com um negócio próprio, use o campo de comentários abaixo.

Adoraríamos conversar com você!