Um salgadinho de cheiro desagradável ou descaracterizado, de cor mais escura e aparência menos atrativa, além de encharcado de gordura e menos crocante, podendo até mesmo causar problemas digestivos. Certamente, esse não é o produto de qualidade que você quer oferecer ao seu cliente, certo? No entanto, é o que pode acontecer ao reutilizar o óleo de fritura em demasia.

É importante saber que é, sim, possível usar mais de uma vez esse tipo de óleo, porém, somente a partir de alguns cuidados para que ele não afete as características sensoriais e os atrativos de seus salgados.

Neste artigo, saiba mais sobre o assunto e veja dicas para reutilizar o óleo da fritura de salgados. Acompanhe a seguir.

Afinal, o quanto é possível reutilizar o óleo da fritura?

Essa questão apresenta recomendações variadas. Há especialistas que garantem que se separarmos o óleo dos resíduos acumulados durante a fritura, arrefecendo-o antes de guardá-lo, o óleo pode durar até sete meses. Isso valeria para reutilizar o óleo de alimentos que não soltam tanta gordura ou quebrem-se ou abram-se durante a fritura.

De qualquer modo, a dica para saber até quando é possível reutilizar o óleo, é observar a quantidade de bolhas formadas durante a fritura. Quando forem muitas, é provável que seja hora de descartar o óleo. Ainda, atentar-se para a produção de fumaça durante a fritura e se os salgados não ficam muito gordurosos e com o sabor alterado também são bons indicadores. 

5 dicas para reutilizar o óleo da fritura de salgados

1. Utilize o limão como aliado

Para o caso de ter utilizado anteriormente o óleo para fritar salgadinhos de cheiro ou gosto mais forte, como os de peixe, para reutilizá-lo, você poderá pingar algumas gotas de limão e deixá-lo, então, esquentar um pouco. 

2. A batata também é um recurso que facilita a reutilização do óleo

Para reutilização, outro truque é colocar, no óleo ainda quente, algumas rodelinhas de batata crua. O tubérculo ajudará a absorver o eventual sabor deixado por outros alimentos no óleo, preparando-o para um novo uso.

3. Não frite seus salgados em temperaturas excessivamente elevadas

A temperatura muito alta favorece uma degradação mais rápida do óleo, reduzindo sua vida útil. Sendo assim, o recomendado é utilizar a temperatura de até 180ºC para fritar seus salgados. No caso de utensílios que não possuam esse controle – como as frigideiras domésticas – a dica é que a temperatura utilizada não esteja alta o suficiente para produzir fumaça. 

4. Após reutilizar o óleo, armazene-o adequadamente

Após seu uso, o óleo deve ser guardado em recipiente com tampa e com proteção à luz, a fim de evitar contato com elementos que impulsionam a sua oxidação, tais como oxigênio e luz. E se você for utilizá-lo novamente apenas após um período mais extenso, também é importante armazená-lo na geladeira.

5. Utilize produtos para medir a presença de ácidos graxos livres nos óleos das frituras

A fim de garantir que os óleos de frituras não atuem como fonte de contaminação química dos alimentos, a Anvisa estabeleceu algumas medidas preventivas e o limite de presença de ácidos graxos livres nesses recursos – que não pode ser superior a 0,9%.

Para fazer esse acompanhamento, há no mercado fitas que monitoram o nível de saturação de gordura e a porcentagem de ácidos graxos livres dos óleos, o que ajuda a garantir e a atestar sua qualidade de uso e a detectar o momento certo para descartá-lo.

E então, ficou mais fácil agora reutilizar o óleo da fritura de salgados adequadamente? Se você gostou deste conteúdo, confira também nosso artigo sobre a quantidade de recheio ideal para cada tamanho de salgado. Até a próxima!